Download Singular - O poder de ser difer - Jacob Petry.pdf PDF

TitleSingular - O poder de ser difer - Jacob Petry.pdf
File Size1.6 MB
Total Pages254
Table of Contents
                            Ficha Técnica
Introdução
Destino e escolha
	Síntese do capítulo
O mito dos mais inteligentes
	Síntese do capítulo
O poder da mentalidade
	Síntese do capítulo
A síndrome de Freud
	Síntese do capítulo
Como mudar uma cultura
	Síntese do capítulo
O equívoco de Aristóteles
	Síntese do capítulo
A importância da ancoragem
	Síntese do capítulo
O enigma da motivação
	Síntese do capítulo
As fontes do poder pessoal
	Síntese do capítulo
O criativo e o novo
	Síntese do capítulo
Sorte: o X da questão
	Síntese do capítulo
O paradoxo da mudança
	Síntese do capítulo
Agradecimentos
Notas
                        
Document Text Contents
Page 2

DADOS DE COPYRIGHT

Sobre a obra:

A presente obra é disponibilizada pela equipe Le Livros e seus diversos parceiros,
com o objetivo de oferecer conteúdo para uso parcial em pesquisas e estudos
acadêmicos, bem como o simples teste da qualidade da obra, com o fim
exclusivo de compra futura.

É expressamente proibida e totalmente repudiável a venda, aluguel, ou quaisquer
uso comercial do presente conteúdo

Sobre nós:

O Le Livros e seus parceiros disponibilizam conteúdo de dominio publico e
propriedade intelectual de forma totalmente gratuita, por acreditar que o
conhecimento e a educação devem ser acessíveis e livres a toda e qualquer
pessoa. Você pode encontrar mais obras em nosso site: LeLivros.site ou em
qualquer um dos sites parceiros apresentados neste link.

"Quando o mundo estiver unido na busca do conhecimento, e não mais lutando
por dinheiro e poder, então nossa sociedade poderá enfim evoluir a um novo

nível."

http://lelivros.org/?utm_source=Copyright&utm_medium=cover&utm_campaign=link
http://lelivros.site/?utm_source=Copyright&utm_medium=cover&utm_campaign=link
http://lelivros.site
http://lelivros.org/parceiros/?utm_source=Copyright&utm_medium=cover&utm_campaign=link

Page 127

Começamos esse capítulo com a história da criação de uma das bonecas
mais famosas do mundo: a Barbie. Dissemos que, ao contrário do que se
pensa, a criação de Barbie não foi um acidente. Qual é, então, a verdadeira
história por detrás dessa criação? Como Ruth chegou a essa ideia tão singular?

Em 1945, Ruth e Elliot Handler começaram uma pequena indústria de
brinquedos. A empresa foi criada em parceria com outro amigo, Harold
Matson. Chamaram-na Mattel, uma combinação dos sobrenomes dos sócios.
Ruth, Elliot e Harold trabalharam em conjunto: os homens na criação e
fabricação dos brinquedos, e Ruth cuidava das vendas e da parte burocrática.

Três anos depois da fundação, a empresa havia crescido bastante. Além
de Elliot e Harold, havia vários empregados trabalhando na produção, e
outros nas vendas e setores burocráticos. Ruth tornou-se vice-presidente
executiva da Mattel. Ela dedicava boa parte do tempo supervisionando o

e a produção dos brinquedos.

O princípio da oportunidade
nos diz que quando
alimentamos uma ideia em
nossa mente, em dado
momento, através do
princípio de associação,
acontece a conexão que dará
uma finalidade nova a algo já
existente.

Page 128

Em 1954, Ruth sugeriu ao marido a criação de uma boneca com feições
e características mais maduras. Ela havia observado que sua filha e outras
crianças, já quase na pré-adolescência, gostavam de brincar com bonecas de
papel que aparentavam ter uma idade similar a idade delas. Na época, não
existiam bonecas adultas, apenas bebês. A ideia de Ruth era criar uma boneca
com traços mais realistas, com as quais as meninas pré-adolescentes
pudessem se identificar, inspirar e sentirem-se adultas. Mas Elliot, marido de
Ruth, rechaçou a ideia.

Quando Ruth se viu diante de , durante sua viagem à Europa, em
1956, como vimos no início desse capítulo, ela se viu diante de algo que
estava imaginando há anos. A ideia, retratada por estava martelando
em sua cabeça há muito tempo. Ruth comprou a boneca com a certeza de
que, com ela em mãos, poderia convencer Elliot e Harold a produzir uma
versão similar e colocar no mercado.

Ao chegar em casa, ela fez o teste com sua filha, e mais do que nunca
sentiu que, com algumas adaptações, sua ideia poderia trazer excelentes
resultados.

Mesmo assim, depois de comprar o modelo de boneca na Europa, ela
levou três anos para concretizar o projeto. E em 1959, numa feira de
brinquedos de Nova York, a primeira versão da Barbie, a boneca mais
famosa de todos os tempos, foi apresentada ao mundo.

O que isso nos revela sobre como entendemos as grandes descobertas?
Ruth Handler não foi, em nenhum momento, favorecido por algo mágico ou
incompreensível, e sua descoberta não foi casual. Ou seja: o nascimento de
Barbie não teve nada de acidental. Ela nasceu da mesma forma como os
relógios Swatch de 40 dólares. Ou seja, Ruth já conhecia a sua causa final,
que era a ideia de colocar no mercado uma boneca voltada para o público
pré-adolescente. Assim como aconteceu com os relógios da Swatch, ela
precisou de algum tempo para colocar sua ideia em prática, mas em nenhum
momento esqueceu ou desistiu do seu objetivo.

A criação de Barbie foi um resultado do princípio da oportunidade. O
que esse princípio afirma? Quando você alimenta uma ideia em sua mente,
de uma ou de outra forma, por um princípio de associação, vai acontecer o
encontro ou a conexão que dará uma nova finalidade a algo já existente. Isso
pode ser uma ideia, comportamento, ou mesmo produto. Analisaremos esse
princípio mais profundamente no capítulo dez, no qual mostraremos como
você pode criar ou desenvolver uma mentalidade inovadora e criativa.

Mas será que essa é uma regra geral para o sucesso? Será que, se
investigarmos o que há por trás de grande ideias, encontraremos sempre algo
equivalente ao que vimos sobre a Barbie e os relógios Swatch? Vamos testar
essa ideia nos exemplos que apontamos algumas páginas atrás, sobre as
grandes descobertas científicas. Como elas aconteceram, realmente?

A verdade é que Arquimedes não descobriu o princípio da flotação
acidentalmente ao entrar numa banheira cheia de água para tomar banho.
Considerado um dos maiores matemáticos de todos os tempos, ele também
era físico, cientista e um grande inventor. Quando sua fama já era

Page 253

Capítulo 12

O nascimento, crescimento e consolidação da Netflix, assim como sua
batalha contra sua principal concorrente, a Blockbuster, foi contada pela
jornalista americana Gina Keating no seu livro

, lançado nos Estados Unidos em outubro de 2012.
A crise na Blockbuster foi analisada em um artigo de Thomson Gale

chamado
, publicado em novembro de 2007 na

A experiência com o gorila e os alunos de Harvard foi contada e
amplamente analisada no livro

, de Christopher Chabris e Daniel Simons, edição de junho de 2011, lançado
pela .

Guy Laliberté e como surgiu a ideia que transformou o mundo do circo
é contada em três livros.

, de Ian Halperin; , escrito por John
U. Bacon; e , de Tony Babinski. Para
contar a história neste livro, nos inspiramos basicamente na obra altamente
recomendável de Ian Halperin.

Os detalhes da história de Vanessa Stefanelli foram contados por ela em
entrevista a Jacob Pétry.

Page 254

Índice

CAPA
Ficha Técnica
Introdução
Destino e escolha

Síntese do capítulo
O mito dos mais inteligentes

Síntese do capítulo
O poder da mentalidade

Síntese do capítulo
A síndrome de Freud

Síntese do capítulo
Como mudar uma cultura

Síntese do capítulo
O equívoco de Aristóteles

Síntese do capítulo
A importância da ancoragem

Síntese do capítulo
O enigma da motivação

Síntese do capítulo
As fontes do poder pessoal

Síntese do capítulo
O criativo e o novo

Síntese do capítulo
Sorte: o X da questão

Síntese do capítulo
O paradoxo da mudança

Síntese do capítulo
Agradecimentos
Notas

kindle:embed:000L?mime=image/jpg

Similer Documents